Cirurgia de Prótese Peniana: tipo de anestesia e tempo cirúrgico

POR Dr. Paulo Egydio

Cirurgia de prótese peniana- anestesia, tempo cirúrgico e recuperaçãoSe a recomendação for cirurgia de implante peniano, saiba mais sobre o procedimento para ter tranquilidade na hora de tomar sua decisão.

Ao contrário do que muita gente pode pensar, a cirurgia de prótese peniana não está relacionada à mudança de estética, ou a um procedimento adotado por homens que querem apenas um pênis maior. 

As próteses são recomendadas quando o homem é acometido por doenças que prejudicam a funcionalidade do órgão, como a disfunção erétil e a Doença de Peyronie que podem causar deformidades penianas, como o afinamento, diminuição do tamanho e curvatura do pênis.

Clique aqui e saiba mais sobre as doenças que podem afetar o pênis

No Brasil as estatísticas sobre disfunção erétil apontam que cerca de 45% dos homens são afetados pela impotência sexual,  de acordo com a pesquisa “Disfunção Erétil - Resultados do Estudo da Vida Sexual do Brasileiro". O levantamento foi realizado pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Outra pesquisa, conduzida pela Fiocruz e publicada em 2004, reuniu 71.503 participantes que foram examinados por um grupo de mais de 4 mil urologistas, em diversos estados brasileiros (SP, MG, RJ, RS, BA, PR, PE, CE e outros). 

O estudo mostrou que cerca de 53% dos homens apresentaram algum grau de impotência. Um total de 21% apresentou disfunção erétil mínima e outros 21% registraram grau moderado. Cerca de 6% eram portadores de um quadro completo de impotência sexual. A pesquisa comprovou, ainda, que o grau da disfunção erétil aumenta significativamente com a idade.

Já a Doença de Peyronie alcança “até 13.1% dos homens”, em todo o mundo, de acordo com estudo publicado no Translational Andrology and Urology.

Nos casos em que a enfermidade que afeta gravemente o órgão sexual masculino, formando uma acentuada curvatura no pênis, passar por uma cirurgia para reconstrução e implante peniano pode ser a forma mais indicada de tratamento. 

Para um assunto tão delicado para os homens – ter o pênis saudável e em forma – é comum que a recomendação para cirurgia de prótese peniana desperte muita curiosidade e dúvidas. 

Porém, não há motivos para inquietação. Continue lendo para saber mais sobre os detalhes do procedimento.

Cirurgia de Implante Peniano - Tudo o que você precisa saber

Existem sete itens importantes dos quais você deve estar ciente sobre a cirurgia de prótese peniana antes de se submeter ao tratamento. Eles envolvem a anestesia, a duração, e a recuperação:

  1. A anestesia é local;
  2. A cirurgia dura, em média, entre 2 horas a 3 horas;
  3. O pós operatório não é longo. A alta hospitalar pode ocorrer no mesmo dia da cirurgia, caso o paciente tenha se internado pela manhã;
  4. Repouso relativo dura, em média, entre 7 e 10 dias;
  5. É importante não praticar exercícios físicos durante 30 dias;
  6. Dependendo do ramo de atividade, o retorno ao trabalho pode ocorrer, a partir do 10º. dia;
  7. A retomada da atividade sexual varia de acordo com cada paciente.  Em média, entre 45 a 60 dias após a cirurgia o paciente retoma a vida sexual, de acordo com a evolução de cada paciente*. Descubra como é ter prazer e orgasmo com uma prótese peniana.

*As datas podem variar de acordo com o processo de recuperação de cada paciente, mediante avaliação médica.

Prótese peniana: vantagens e desvantagens

A cirurgia é a esperança de muitos homens para voltar a ter uma vida sexual ativa e saudável. Logo, a principal vantagem é que o paciente passa a ter funcionalidade no pênis ao recuperar a rigidez vertical do órgão. Assim ele poderá manter vida sexual ativa. 

Outra vantagem é emocional, e diz respeito ao psicológico. De acordo com um estudo publicado em 2015 pelo Journal of Sexual Medicine, "o nível de satisfação com a implementação de próteses penianas é muito elevado, constituindo, portanto, um tratamento para a disfunção erétil com impacto positivo na experiência dos homens a nível sexual, psicológico e relacional”.

Entre as desvantagens, uma não está ligada diretamente ao procedimento cirúrgico, mas sim ao tipo de cobertura oferecido pelos planos de saúde. No Brasil, de acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), nem todos os modelos de próteses estão incluídos na cobertura dos planos. 

Ao discutir com o seu médico sobre qual é o modelo com melhor resultado, pode acontecer de seu plano de saúde não garantir a cobertura para a prótese inflável, apenas para a maleável. Nesse caso, saiba o custo das próteses para se planejar financeiramente.

Lembre-se que cada abordagem cirúrgica tem suas vantagens e desvantagens. O objetivo dos especialistas é apresentar o tratamento que proporcione os melhores resultados. Converse com o seu médico sobre suas expectativas e saiba quais serão atendidas. O equilíbrio entre o que o paciente espera e a realidade, ou seja, o efetivo resultado cirúrgico, é muito importante e contribui na tomada de decisão.

Se você quiser conhecer mais sobre cirurgia de prótese peniana, clique aqui!

É importante lembrar que todo paciente tem o direito de saber os possíveis riscos associados a procedimentos médico-cirúrgicos. O seu especialista, a clínica, ou hospital, irão apresentar, em detalhes, os possíveis riscos. 

Clique no vídeo abaixo e saiba mais sobre a anestesia e o tempo cirúrgico da cirurgia de Prótese Peniana:Tipo de Anestesia da Prótese Peniana

Se você tem alguma dúvida ou queira falar sobre sua saúde, entre em contato comigo pelo WhatsApp ou preencha o formulário no site. Minha equipe e eu estamos prontos para atendê-lo.

ENVIAR UM WHATSAPP

A estratégia cirúrgica publicada pelo Dr. Paulo Egydio, conhecida como Egydio’s Technique, faz parte das diretrizes da Associação Americana de Urologia (AUA), Associação Canadense de Urologia (CUA)Associação Européia de Urologia (EAU).

LEIA MAIS

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido na clínica pelo Dr. Paulo, confira:

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Dedicado no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482, RQE 19514. - Vencedor do Debate do Sobrevivente da AUA em 2019.

INSCREVA-SE NO BLOG