O que é disfunção erétil e como identificar seus diferentes graus?

disfuncao-eretil-como-identificar-diferentes-graus

A disfunção erétil ocorre quando o homem não consegue ter ou manter uma ereção firme o suficiente para sustentar uma relação sexual. Ela pode ser tanto de origem física - como questões ligadas ao avanço da idade ou de complicações da Doença de Peyronie,  diabetes e cirurgia de próstata - quanto de origem psicológica, como insegurança, ansiedade e depressão. Há, ainda, alguns medicamentos de uso contínuo que inibem a circulação de sangue dentro do pênis.

Note que, para ser considerado disfunção erétil, este tem que ser um problema constante, que acontece toda vez que você tem uma relação sexual. Casos pontuais de impossibilidade ou perda de ereção não são tratados como disfunção erétil.

Normalmente, esta é uma condição diagnosticável pela própria pessoa, por isso é importante conhecer os sinais da doença e saber que ela tem diferentes graus, que vão desde a dificuldade em sustentar uma ereção até a incapacidade total de tê-la. Caso isso aconteça com você, consulte um urologista o mais rápido possível para identificar a real origem do problema e o tratamento necessário para resolvê-lo. Cuidado com receitas caseiras e conselhos de internet, pois além de não terem embasamento científico, podem ainda piorar a situação.

Conheça abaixo quais os diferentes graus da disfunção erétil e como identificá-los.

 

Os diferentes graus de disfunção erétil

Muitos pensam não ter problema de ereção por conseguirem tê-la em um primeiro momento. Mas quando ela não se sustenta e é perdida durante o ato sexual, ou não é o suficiente para garantir uma penetração segura, isso quer dizer que a disfunção erétil pode estar em um grau leve ou moderado. Conhecer o funcionamento do seu corpo é essencial para conseguir identificar a disfunção nestes casos.

A ereção é uma reação involuntária em resposta a um estímulo sexual, que faz com que o cérebro, nervos, coração, vasos sanguíneos e hormônios trabalhem juntos para aumentar rapidamente a quantidade de sangue fluindo para dentro do pênis. Tantas partes do corpo trabalhando juntas fazem a descoberta da causa da disfunção erétil depender de avaliações médicas e exames específicos para chegar ao tratamento mais adequado. Mas quando algo não vai bem com o funcionamento do pênis, o paciente é o primeiro a perceber. Se você não consegue manter uma relação sexual até o final, ou o ato acontece de forma muito breve e sem a satisfação do casal, busque ajuda médica.

Apesar de parecer inofensivo, os problemas decorrentes de uma ereção de má qualidade podem trazer muitas dores de cabeça.

 

Quando a ereção não acontece

A ausência total de ereção no homem significa que há pouco sangue correndo pelo seu pênis e, logo, a disfunção erétil está em um grau severo. O primeiro passo caso isso aconteça é buscar ajuda médica para identificar de onde vem o problema. É importante que a consulta seja marcada assim que a disfunção seja identificada, pois com o passar do tempo o problema pode piorar e fazer com que o pênis perca medidas ao formar fibroses pela falta de oxigenação.

 

Tratamentos para a disfunção erétil

A disfunção erétil pode ser tratada com medicamentos que aumentam a circulação de sangue no pênis, sejam comprimidos ou injeções, ou com a prótese peniana, tudo vai depender do grau em que a disfunção se encontra, a sua causa e há quanto tempo acontece.

O tratamento mais eficaz e com maior número de pacientes satisfeito é o implante de prótese peniana. Embora temido por muitos, o implante vai trazer de volta a rigidez necessária para a penetração. Aos meus pacientes aplico o procedimento cirúrgico aliado à Técnica Egydio, que também corrige quaisquer outros problemas que possam advir da disfunção erétil, como a diminuição do tamanho peniano, por exemplo.

Saber há quanto tempo o homem percebe a disfunção erétil e os problemas que isso implica são informações essenciais, que todo médico especialista em seu tratamento deve ter.

Se você quiser iniciar uma avaliação, preencha o formulário de pré-análise disponível abaixo e vamos começar uma conversa em busca do melhor tratamento. A disfunção erétil tem cura e o sucesso do tratamento é essencial para a retomada da vida sexual e da autoestima do homem.

RECEBER PRÉ-ANÁLISE

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.





Inscreva-se no blog