Prótese Peniana: Fotos antes e depois da cirurgia

POR Dr. Paulo Egydio

Implante de Prótese Peniana- Antes e Depois da CirurgiaO procedimento cirúrgico visa restaurar a funcionalidade do pênis, com a expansão geometricamente calculada, é possível implantar uma prótese de maior tamanho e maior calibre. Saiba o que esperar

Embora não se trate de um procedimento estético, o antes e depois do implante peniano é uma dúvida muito comum dos homens que vão se submeter à operação. Em busca de um “pênis perfeito”, a preocupação é válida, mas não deve ser a principal. 

A colocação de implante peniano é indicada para os homens que perderam a funcionalidade do membro e atualmente registram dificuldades na hora do sexo, como a falta de rigidez na penetração. 

A prótese peniana é indicada quando o paciente, apesar do uso de medicamentos, apresenta um quadro de perda de resistência vertical para penetração, ou seja, quando o pênis não tem a firmeza necessária para vencer a resistência penetrativa e, durante o ato sexual, pode escapar e/ou dobrar. 

O pênis é uma coluna hidráulica, e a prótese peniana serve para criar a rigidez estrutural necessária para evitar o colapso da coluna peniana. Em muitos casos, o paciente até consegue penetrar, mas no movimento o pênis dobra e escapa com facilidade, o que torna o ato sexual, uma situação muito constrangedora. 

É o caso de pacientes acometidos pela Doença de Peyronie, diabetes ou que se submeteram a cirurgias na próstata, entre outros problemas de saúde. Podem ser casos em que, para além do aspecto disforme,  há impacto na funcionalidade do pênis - e é a recuperação desta função é que deve ser a preocupação dos pacientes. 

Saiba quando considerar um implante peniano.

O objetivo não é conquistar um pênis mais longo ou mais “bonito”, e por isso, o tradicional antes e depois comuns às cirurgias estéticas não precisa gerar temores nos pacientes. 

Implante de prótese peniana para Peyronie

Geralmente, até que o paciente tenha indicação de um implante de prótese peniana, os tecidos podem perder a elasticidade em função das fibroses. Isso resulta em um pênis menor e retraído.

É importante uma avaliação pré operatória no consultório para se determinar o que foi perdido no que diz respeito ao tamanho. Essa é a melhor hora para oferecer ao paciente, a possibilidade de fazer a reconstrução peniana geometricamente definida pela “Egydio TEP Strategy” juntamente com o implante de prótese peniana. 

Vale ressaltar que a reconstrução peniana é importante, pois a prótese sozinha não consegue aumentar as dimensões de um pênis diminuído.  

Antes de conhecer o resultado do procedimento cirúrgico, é importante esclarecer que especificamente o tratamento para os casos graves de Peyronie pode aliar duas estratégias em uma só operação: a reconstrução peniana a partir da Técnica Egydio seguida do implante.

A reconstrução peniana visa corrigir as deformidades do órgão, conforme princípios geométricos sistematizados pelo urologista Dr. Paulo Egydio. Para isso, são realizadas múltiplas incisões horizontais e/ou verticais que vão permitir a expansão do tecido para que o pênis seja retificado e para que o paciente obtenha uma expansão do diâmetro e/ou comprimento em relação à atual situação do pênis. 

Na segunda parte da cirurgia, são colocadas as próteses penianas, indicadas apenas para os homens que perderam a rigidez no órgão. Elas podem ser maleáveis, articuláveis ou infláveis, uma decisão que deve ser tomada em conjunto com o especialista para escolher aquela com a qual você melhor se adapte, sempre respeitando a sua anatomia. 

Se o implante peniano não for realizado em conjunto com a reconstrução, a prótese colocada pode deixar a desejar, pois pode não atender as expectativas em função do tamanho e do calibre que poderiam ter sido melhorados. 

Atenção: após a cirurgia, o pênis não vai necessariamente aumentar em comparação a seu tamanho original. 

Ele será corrigido até os limites dos vasos e da uretra, que é o limite possível dentro da reconstrução peniana. Este limite varia de paciente para paciente e só pode ser determinado durante o intra operatório. Quando este limite é atingido, com o pênis alongado, é feito o implante da prótese com o objetivo de manter o pênis alongado com esse novo tamanho e grossura.

Prótese Peniana: antes e depois

No Brasil, não é permitida pelo Código de Ética Médica, a exposição de imagens com o antes e depois do implante peniano e qualquer outro procedimento. Cada organismo tem suas particularidades e os resultados podem variar de indivíduo para indivíduo, não cabendo aos profissionais a promessa de determinado resultado. 

No entanto, é possível esclarecer que, se for devidamente realizada, a cirurgia tende a impactar positivamente no aspecto do órgão. 

Tamanho

Geralmente, quando o paciente tem indicação de prótese peniana associada à reconstrução conforme os princípios geométricos da Técnica Egydio, pode-se esperar 3 diferentes resultados:

  • O pênis pode ficar maior do que em seu estado original, ou seja, antes do agravamento da doença.
  • O pênis pode ficar com o mesmo ou tamanho muito próximo do estado original. 
  • O pênis pode ficar menor do que o original, mas maior do que em relação à diminuição causada pela doença. 

* Vale lembrar que, a prótese é dimensionada para o pênis expandido até o limite do feixe de nervos, vasos e uretra, e em função disso, o implante é responsável por guiar a cicatrização para que não haja retração. Além disso, ela visa a manter as dimensões obtidas no intra operatório. 

Funcionalidade e Aspecto

De forma geral, o resultado é um pênis alinhado, com boa funcionalidade penetrativa e desempenho sexual, além disso, pode-se esperar que o pênis sem cicatrizes grosseiras ou deformidades que comprometam a sua função.

Como dito anteriormente, após o implante da prótese peniana, o pênis ficará com um aspecto alongado, seja ela maleável ou inflável, em função disso, é de se esperar que o prepúcio não cubra mais a glande e a “cabeça do pênis” fique exposta. 

Vale ressaltar, que mesmo quando a prótese peniana hidráulica esteja desinflada, o pênis manterá o aspecto alongado, porém fica mais fácil de posicioná-lo. 

Em termos de fluxo urinário, no geral não há mudanças. A prótese fica alojada dos corpos cavernosos, uma parte do pênis separada da uretra, de forma que o ato de urinar tende a se manter.

Mas é quando falamos da função sexual do órgão que encontramos a principal mudança antes e depois da cirurgia. 

Entre 45 e 60 dias após a operação, o paciente costuma receber alta para voltar a praticar relações sexuais. É aí que ele consegue perceber o benefício da operação, com o retorno da rigidez do pênis essencial à capacidade penetrativa.

Vale lembrar que o implante de prótese peniana não impede que o homem sinta prazer ou tenha um orgasmo, desde tenha uma atividade cerebral para o erótico. Levando isso em conta, a prótese visa, ainda, manter a rigidez mesmo após o orgasmo. 

Saiba como é fazer sexo com prótese peniana. 

Os depoimentos de quem tem prótese peniana são, em sua maioria, favoráveis. Há relatos de pacientes que retomaram não apenas a sua vida sexual, mas a saúde mental e relações sociais, uma vez que o pênis não funcional pode impactar psicologicamente os homens. 

Todo o procedimento, bem como o antes e depois do tratamento com implante peniano para qualquer que seja a enfermidade, devem ser discutidos com o médico. Só assim será possível alinhar a expectativa do paciente aos melhores resultados proporcionados pela medicina na atualidade.  

Assista ao vídeo abaixo sobre as fotos antes e depois da cirurgia de prótese peniana:IMPLANTE-DE-PRÓTESE-PENIANA_FOTOS-ANTES-E-DEPOIS-DA-CIRURGIA.001

Compartilhar com o urologista as suas questões sobre impotência sexual ou disfunção erétil é fundamental para receber o tratamento adequado e, ainda, retomar a saúde sexual. 

ENVIAR UM WHATSAPP

A estratégia cirúrgica publicada pelo Dr. Paulo Egydio, conhecida como Egydio’s Technique, faz parte das diretrizes da Associação Americana de Urologia (AUA), Associação Canadense de Urologia (CUA)Associação Européia de Urologia (EAU).

LEIA MAIS

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido na clínica pelo Dr. Paulo, confira:

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Dedicado no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482, RQE 19514. - Vencedor do Debate do Sobrevivente da AUA em 2019.

INSCREVA-SE NO BLOG