Como sei que preciso de prótese peniana? Remédios, injeções e exames

POR Dr. Paulo Egydio

preciso-de-protese-peniana

Quando os homens começam a enfrentar dificuldades na hora H, é inevitável não se perguntar: será que preciso de prótese peniana?

Em muitos casos, esse é a última linha de tratamento disponível para recuperar a capacidade penetrativa para as relações sexuais. Antes de receber a indicação de cirurgia, entretanto, é preciso ser diagnosticado por um especialista.

No blog de hoje, você irá saber tudo o que ocorre antes de definir se o seu caso é ou não cirúrgico, e qual é a estratégia mais indicada para recuperar a funcionalidade do pênis, considerando o quadro de cada paciente.

Anamnese - A conversa com o doutor

O paciente que chega ao consultório já apresenta um histórico de falhas na hora do sexo. 

Ele relata uma dificuldade cada vez maior, como dificuldade de ter ou manter ereção, pênis que dobra durante a penetração, que escapa com facilidade e que apresenta dores. Isso acontece porque o membro masculino é uma coluna hidráulica, mas que perdeu a sua resistência vertical.  

Em alguns casos, o paciente relata, ainda, uma perda de tamanho ou calibre peniano. 

Antes mesmo dessa fase, é comum que o paciente já tenha experimentado algumas soluções para a disfunção erétil, como:

  • Comprimidos: os medicamentos sildenafila e tadalafila são os mais comumente usados. Eles agem de forma a aumentar o fluxo sanguíneo para o pênis, fazendo com que o paciente obtenha e mantenha uma ereção satisfatória para a relação sexual.
  • Injeção peniana: apesar de não serem tão populares pois exigem a correta aplicação do paciente ou da/o parceira/o, o medicamento injetável pode ser uma alternativa se os comprimidos orais não oferecem uma resposta favorável para a disfunção erétil. 

Vale ressaltar que os tratamentos medicamentosos sempre devem ser prescritos pelo urologista que acompanha o caso na dose indicada. Jamais tome remédios por conta própria.

Exames complementares

Na maioria dos casos, para ter maior embasamento sobre o caso, o especialista pode solicitar exames complementares. Veja quais são eles:

Indução da ereção

Neste exame, o médico vai induzir uma ereção em consultório com o auxílio de medicamentos e então avaliar a resposta erétil do pênis. Se houver ereção, é possível então conferir como está a rigidez vertical do membro.

Se for constatado que o pênis dobra com facilidade, mesmo quando pressurizado, há indícios de que a resistência vertical se perdeu, e pode ser necessário realizar a cirurgia de reconstrução e implante. 

Teste de rigidez vertical

O teste tem como objetivo verificar a rigidez penetrativa que o pênis precisa para vencer a resistência imposta durante a penetração. Com ele, é possível identificar se o órgão está dobrando ou escapando na hora H.

Teste de inspeção e palpação do pênis

Em alguns casos, as fibroses podem ser sentidas através da palpação feita pelo urologista. Também é possível perceber se elas estão comprometendo a rigidez do pênis em determinadas situações.

Ultrassom do pênis

Outro exame solicitado pelo urologista é o ultrassom do pênis. Ele vai mostrar o interior do pênis e será possível descobrir se há fibroses internas, qual é o real tamanho do membro, se há retração, curvatura ou afinamento no corpo cavernoso.  

Durante o ultrassom com Doppler, também é possível analisar o fluxo sanguíneo nas artérias e determinar se há insuficiência erétil arterial (quando não há sangue suficiente para pressurizar o cilindro) ou a chamada fuga venosa ou disfunção veno-oclusiva (quando o sangue não para dentro do cilindro). 

O exame permite ainda avaliar se, por mais que o cilindro esteja pressurizado, o pênis se dobra. Essa condição tende a ser um indicativo de prótese peniana

Tenho a indicação de cirurgia peniana, e agora?

Agora que você já tem a resposta para a pergunta “preciso de prótese peniana?”, é a hora de começar a elaborar o planejamento cirúrgico, junto com o seu médico. É neste estágio que você começa a entender mais sobre a prótese, a operação e os resultados que pode esperar. 

A prótese peniana tem como objetivo recuperar a resistência vertical, permitindo a ereção. 

Porém, na maioria dos casos, a disfunção erétil acompanha a percepção da perda de tamanho peniano. Ou seja, o paciente nota que o seu pênis não está mais do mesmo tamanho que sempre foi - o que ocorre devido a traumas e microtraumas ao longo da vida.

Quando isso é constatado, temos que abordar no planejamento cirúrgico também a necessidade da reconstrução peniana.

A reconstrução peniana visa expandir, no limite dos nervos, vasos e uretra, o tamanho e/ou o calibre do pênis do paciente, e então poderemos colocar um implante adequado ao tamanho do pênis alongado. 

*É importante lembrar que apenas na hora da cirurgia - no intraoperatório - conseguimos avaliar até onde a recuperação de tamanho e calibre é possível. 

Melhores próteses penianas

No momento da cirurgia, ou seja, só após a reconstrução peniana que podemos escolher o implante, que deve ser adequado ao tamanho e calibre reconstruídos, para que o pênis seja funcional. 

Um pênis mais longo, por exemplo, precisa de um calibre maior para garantir a firmeza. Assim, o paciente terá a melhor adaptação em termos biomecânicos, ou seja, de resistência vertical, para que tenha a funcionalidade penetrativa garantida. 

Atualmente temos no mercado dois tipos de próteses, disponibilizadas por diversos fabricantes: as maleáveis (ou semi-rígida) e as infláveis. Cada uma conta com vantagens e desvantagens, como podemos ver, de forma simplificada, a seguir:

Pros e Contras - Prótese Inflável e Maleável

Se você tem se perguntado “preciso de prótese peniana?” e ainda não foi ao médico, faça isso imediatamente. Se este realmente for o seu caso, quanto mais cedo você buscar ajuda e passar por todas as etapas que detalhamos aqui, mais cedo você terá de volta uma vida sexual satisfatória. 

Não deixe de conversar com o seu médico, pesquisar informações em fontes confiáveis e tirar todas as suas dúvidas antes de agendar a sua cirurgia. 

Caso queira entender um pouco mais sobre a necessidade do implante da prótese peniana, não deixe de assistir ao vídeo abaixo:Como sei que preciso de uma prótese peniana?

ENVIAR UM WHATSAPP

LEIA MAIS

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido na clínica pelo Dr. Paulo, confira:

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Dedicado no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482, RQE 19514. - Vencedor do Debate do Sobrevivente da AUA em 2019.

INSCREVA-SE NO BLOG