Fratura Peniana: O pênis pode quebrar?

POR Dr. Paulo Egydio

fratura-peniana-o-penis-pode-quebrar

A Fratura Peniana, ou traumatismo peniano, é um assunto de extrema importância para o homem. Isso porque, caso ocorra, pode transformar-se em problemas mais sérios, como a Doença de Peyronie.

O que é uma ereção? Como ela ocorre?

Para entender como um traumatismo peniano acontece é necessário explicar como ocorre uma ereção, pois é durante ela que a fratura acontece.

A ereção nada mais é do que a pressurização de sangue, dentro do cilindro peniano, estimulada por erotização. O acúmulo do sangue dentro dos corpos cavernosos e a não liberação do mesmo é o que mantém o pênis ereto para o ato sexual. 

O que é uma fratura peniana?

A fratura peniana acontece durante o ato sexual através de um impacto súbito contra o corpo dx parceirx o que faz com que o pênis dobre. Esse impacto rompe a túnica albugínea e o sangue vaza subitamente.

Quais posições sexuais são mais propensas para a fratura no pênis?

Existem posições sexuais que aumentam o risco de traumatismo, como a posição em que x parceirx está por cima ou de quatro. Quando x parceirx está por cima, em caso de escape o peso recai sobre o pênis ereto. Esta é a posição que mais resulta em fraturas. Quando x parceirx está de quatro e o movimento vai-e-vem é muito brusco o pênis pode escapar e ocorrer um impacto violento que causa a ruptura da túnica albugínea. 

Como saber se fraturei o pênis?

Os sintomas da fratura são: O som (estalido) gerado pela ruptura do corpo cavernoso, dor, detumescência peniana, hematoma e edema são sinais de uma possível ruptura peniana.

O traumatismo peniano pode gerar uma cicatriz (fibrose) com alta possibilidade de desenvolver afinamento peniano, curvatura adquirida, diminuição do tamanho e a Doença de Peyronie. 

O que fazer caso meu pênis seja fraturado?

Caso haja o traumatismo peniano durante a relação sexual a atitude emergencial que deve ser tomada é colocar gelo na área afetada e ir urgentemente ao pronto socorro em busca de ajuda. 

Quais são os tratamentos disponíveis para a fratura peniana?

O tratamento para a fratura peniana depende da sua intensidade. Em casos de fratura leve, quando o paciente consegue manter a ereção e completar o ato sexual apesar do impacto, pode ser indicado o tratamento medicamentoso.

No caso de fratura severa onde houve perda de ereção, o tratamento cirúrgico é o mais indicado pois torna-se necessário dar pontos na área rompida a fim de restituir a vitalidade da membrana que se rompeu. Após a cicatrização da cirurgia de restituição da membrana, pode-se tornar necessária uma cirurgia para solucionar a fibrose peniana. 

Para evitar o traumatismo peniano é importante que o homem tome cuidado com as posições sexuais que facilitam a lesão, já citadas anteriormente.

Após a fratura peniana, perdi a ereção, tamanho e calibre do pênis. O que fazer?

O pós cirúrgico da fratura peniana pode trazer consequências indesejáveis como a perda de ereção, tamanho e calibre por conta das fibroses que se formam na área lesionada. Para reverter essa situação e recuperar a saúde e qualidade do pênis é preciso reconstruí-lo utilizando a Técnica Egydio. 

A Técnica Egydio é, atualmente, uma maneira moderna de recuperar o calibre e tamanho do pênis do paciente. O procedimento é feito sem enxerto e é realizado diretamente na região fibrosada, através de pequenas incisões matematicamente calculadas, com possibilidade de recuperação de tamanho e calibre do pênis, no limite máximo que os nervos e uretra permitirem.

Assista abaixo o vídeo em que explico com mais detalhes como acontece a fratura peniana e tudo que você precisa saber para preveni-la.

video-sobre-fratura-peniana

Caso existam dúvidas entre em contato. Minha equipe e eu estamos prontamente dispostos a sanar suas dúvidas e ajudá-lo com o que for preciso para manter ou recuperar a sua saúde. 

AGENDAR CONSULTA

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.

INSCREVA-SE NO BLOG