Pênis torto: 5 sinais de que você precisa tratar esse problema

penis-torto-5-sinais

Ter o pênis torto é normal. Independente do motivo, os homens não devem ter vergonha por essa questão anatômica do seu amigão, mas devem ficar atentos para descobrir se a tortuosidade atrapalha, ou não, a vida sexual.

Há casos em que a curvatura é leve e não traz problemas. Outras vezes é necessário fazer um tratamento para desentortar o pênis e evitar problemas sexuais ou psicológicos decorrentes dessa condição.

 

PARA ONDE O PÊNIS ENTORTA?

A tortuosidade do pênis acontece pela diferença na elasticidade dos tecidos penianos. Ele pode pender para os lados, para cima (em direção ao umbigo), ou para baixo. Este último é a condição mais comum e, na maioria das vezes, exige uma cirurgia para tratar, pois a relação sexual pode ser fortemente prejudicada devido a anatomia desfavorável à penetração. Este cenário também predispõe a ocorrência de traumas e fissuras no pênis que, por sua vez, podem agravar cada vez mais a curvatura.

Se você já nasceu com o pênis torto, provavelmente percebeu isso durante a puberdade. Estes são os casos de Curvatura Peniana Congênita, de origem genética. Já se o membro ficou torto com o tempo, possivelmente o seu diagnóstico seja a Doença de Peyronie.

Seja qual for a situação, é importante ficar atento aos sinais que alertam a necessidade de tratar o pênis torto. Por isso, listo 5 sintomas abaixo.

 

1. Dificuldade na penetração

A penetração normal deve acontecer de forma fluida e sem dores. Se você percebe que o seu pênis dobra nessas horas, ou se você sente dificuldade em ajustá-lo com a mão para o encaixe acontecer, é sinal de que a curvatura está acentuada. A dificuldade na penetração pode, ainda, causar desconforto na(o) parceira(o),provocar fissuras e até mesmo quebrar o pênis, o que pode levar a situações mais graves.

 

2. Falta de firmeza para penetrar

Muitas vezes o pênis fica ereto, mas não o suficiente para uma penetração confortável e segura. A falta de firmeza pode ser decorrente da anatomia peniana, principalmente em casos em que o homem tem o pênis longo e fino. Outras causas que provocam a falta de firmeza são problemas de disfunção erétil, mais comum acima dos 45 anos de idade. O diagnóstico do seu quadro só poderá ser afirmado após uma consulta médica com um urologista, então, caso perceba que a ereção não é suficiente para realizar o ato sexual, busque ajuda.

 

3. Pênis dobra ou escapa com facilidade durante o ato sexual

Se o pênis dobra ou escapa com facilidade durante o ato sexual, é um sinal de que a tortuosidade está atrapalhando e necessita tratamento. Além do perigo para a saúde masculina, já que essa situação pode provocar traumas durante a penetração, isso ainda pode trazer grande desconforto para o homem, que precisa ficar atento à posição do pênis o tempo inteiro, além de limitar as posições sexuais e atrapalhar o movimento de vai e vem.

 

4. Dores ou desconforto na(o) parceira(o)

Quando a tortuosidade do pênis é leve, a penetração acontece sem problemas. Mas um sinal de que o seu amigão precisa de um tratamento para desentortar é quando a(o) parceira(o) sente dores no momento da penetração. Isso porque, mesmo que o pênis tenha firmeza suficiente e a penetração aconteça, com uma certa ajuda e a posição favorável, sua anatomia sinuosa pode gerar desconforto e dores em quem é penetrado.

 

5. Dores no pênis após o ato sexual

Quem tem o pênis torto muitas vezes consegue, sim, realizar o ato sexual. Muitas vezes a tortuosidade não atrapalha esse aspecto, porém é prudente observar outros sintomas associados. Se o pênis fica dolorido após o ato sexual, isso pode ser um sinal de que ele está sendo forçado de maneira inadequada durante a penetração. Além do desconforto causado, afinal ninguém gosta de sentir dores, isso pode evoluir para a Peyronie.

 

A IMPORTÂNCIA DE VISITAR UM UROLOGISTA

É importante que o homem visite um urologista ao menos uma vez por ano para fazer um check-up e avaliar se tudo vai bem lá embaixo, principalmente a partir dos 40 anos, quando aumentam as chances de desenvolver o câncer de próstata.

Os sinais acima são indícios de que o pênis torto precisa de tratamento, no entanto, isso será comprovado apenas após a realização de exames específicos para avaliar a curvatura e cuidar da mesma de forma preventiva. Durante o sexo, não esqueça do uso de lubrificantes a base de água. Isso vale para casais de todas as idades mas, principalmente, para aqueles com idade avançada. Esta é uma boa maneira de impedir que o pênis curve ainda mais e prevenir a Doença de Peyronie.

Se você identificou algum dos sintomas acima ou deseja fazer um exame para avaliar a curvatura do seu pênis e prevenir quaisquer problemas, entre em contato para iniciarmos uma conversa.

ENTRAR EM CONTATO

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.





Inscreva-se no blog