Fibrose Peniana tem cura? Conheça os tratamentos!

POR Dr. Paulo Egydio

Tratamentos para Fibrose Peniana

Chegamos ao último episódio da série sobre Fibroses Penianas. Anteriormente, falamos sobre os tipos de fibrose peniana, onde explico quais as diferenças entre cada uma delas.

Neste blog iremos responder uma das dúvidas mais frequentes dos nossos pacientes que é se há a possibilidade de manter a vida sexual em casos de fibrose. 

Você conhecerá, também, os tipos de tratamento disponíveis para solucionar as fibroses e a evolução da técnica Reconstrução Peniana.

É possível ter uma vida sexual normal mesmo com fibroses? 

É possível que o paciente que detectou fibroses em seu pênis conviva com elas sem que prejudiquem sua vida sexual. Porém, é preciso analisar se a fibrose é localizada e se a deformidade causada por ela não interfere na rigidez do pênis, nem cause frequentes escapes durante a penetração.

Também é importante que o paciente tenha cuidado com sua saúde sexual para que as fibroses não se agravem e causem problemas mais sérios, como por exemplo, o afinamento do pênis e uma tortuosidade acentuada, ou que machuquem o pênis a ponto de causar mais fibroses. 

Caso as fibroses não comprometam a boa funcionalidade do pênis, o paciente pode seguir sua vida sem a necessidade de um tratamento medicamentoso ou cirúrgico. 

Existem formas de saber se você tem ou não fibroses penianas. O autoexame permite que você repare na anatomia do seu pênis e perceba se há algo errado nele. Para aprender a realizar o autoexame, você pode acessar o blog que escrevi sobre o assunto clicando aqui. 

Conheça os Tratamentos da Fibrose Peniana

O tratamento da fibrose peniana depende de em qual fase ela se encontra. Se estiver na fase aguda, ou seja, a deformidade e o espessamento do pênis ainda não estabilizaram, é possível tratar. 

Neste período de estabilização, que dura de 03 a 06 meses, os tratamentos para a fibrose peniana são através do uso de medicamentos orais, medicamentos tópicos e fisioterapia. 

Caso a fibrose esteja em um grau avançado resultando em encurtamento, afinamento e tortuosidade no pênis, é preciso que o paciente consulte um urologista que irá ajudá-lo a encontrar o melhor tratamento. 

Evolução da Técnica de Reconstrução Peniana 

A Técnica de Reconstrução Peniana passa por frequentes etapas de aprimoramento e, ao longo dos meus 22 anos dedicados à urologia, tenho me empenhado à colaborar com essa evolução. 

Em 2000, defendi minha Tese de Doutoramento e na época já tratava casos com a doença de Peyronie com o intuito de encontrar uma solução que minimizasse, ou anulasse, a perda de tamanho do pênis. 

A técnica defendida em 2000 também tem passado por constantes evoluções, entre elas, o uso de incisões na vertical e na horizontal, calculadas através de formas geométricas, para ter maior tamanho e calibre evitando, assim, o uso de enxertos. Isso garante ao paciente melhor recuperação e maior satisfação no resultado final. 

Escrevi um blog onde falo sobre o uso de enxertos para solucionar a curvatura peniana que você pode acessar clicando aqui. 

No vídeo abaixo, explico como geralmente é feita a fisioterapia a fim de tratar a fibrose peniana durante seu estágio de estabilização. Você também conhecerá o processo de evolução da Técnica de Reconstrução Peniana. Assista: 

Fibrose Peniana tem cura?

Caso tenha ficado com alguma dúvida e queira conversar sobre sua saúde, preencha o formulário deste site ou me envie uma mensagem no WhatsApp. Minha equipe e eu estamos prontos para atendê-lo.

ENTRAR EM CONTATO

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.

INSCREVA-SE NO BLOG