Exército e prótese peniana inflável: modelos, preços e estética

POR Dr. Paulo Egydio

exercito-protese-peniana-1

A disfunção erétil é um mal que acomete mais homens do que imaginamos. A discussão sobre quanto custa a solução chegou ao Exército e prótese peniana inflável virou um tema de grande interesse. 

De acordo com pesquisas da Sociedade Brasileira de Urologia, são cerca de 16 milhões de brasileiros que estão se queixando da ereção. Em comum, estes homens têm mais de 40 anos e representam 50% da faixa etária. 

A disfunção erétil é caracterizada pela incapacidade de ter ou manter uma ereção adequada para a penetração. Esse quadro tem impactos na saúde sexual e até mesmo mental dos pacientes que chegam ao consultório em busca de uma solução.

Uma das linhas de tratamento possível é a inserção da prótese peniana inflável, e foi justamente esse assunto que virou notícia nos últimos dias. Se você não sabe do que estamos falando, pare o que está fazendo e veja qual é a relação do Exército e prótese peniana antes de continuar a leitura. 

Para que serve a prótese peniana inflável?

Primeiramente, você precisa saber que existem diversos tipos de prótese peniana. São elas:

  • Prótese maleável (ou semirrígida)
  • Prótese inflável (ou hidráulica)
  • Prótese articulável

A escolha do modelo mais adequado é feita pelo médico cirurgião e o paciente durante as consultas que antecedem a cirurgia. 

No entanto, independentemente da escolhida, todas elas apresentam o mesmo objetivo: devolver ao pênis a sustentação necessária para penetração, o que vai solucionar aquelas constrangedoras falhas na hora H. 

Pós-operatório

O pós-operatório ocorre de forma diferente em cada paciente. Alguns sentem mais dor, outros sentem menos dor.

Como fazemos um bloqueio anestésico na base do pênis, isso ajuda a controlar a dor por um bom tempo após a cirurgia. Também é possível usar medicamentos analgésicos liberados pelo cirurgião se a dor for mais intensa.

Não se assuste: raramente o paciente atinge o que chamamos de nível 3 de dor, ou seja, o nível máximo. 

Tipos de prótese peniana

Há diferentes tamanhos, modelos, materiais e espessuras de prótese disponíveis no mercado, provenientes de fabricantes nacionais e estrangeiros. Na hora de decidir qual será usada, o mais importante é considerar as particularidades da anatomia de cada paciente.

A prótese maleável é aquela que mantém o pênis do paciente sempre alongado. Ela pode ser acomodada dentro da cueca ou posicionada ereta para a relação sexual. 

Esse modelo possui algumas vantagens, principalmente quando comparamos as maleáveis com as infláveis. Ela não apresenta vazamentos, não corre o risco de parar de funcionar subitamente e geralmente não exige troca.

Já a prótese peniana articulável é parecida com a maleável, mas, em seu interior, há articulações que permitem que ela seja dobrada. A vantagem é que ela pode ser ocultada com facilidade, mas também não oferece tanta firmeza para a penetração.

Prótese peniana inflável

A prótese peniana inflável, como o modelo que foi adquirida pelo Exército Brasileiro, oferece ao homem o privilégio de deixar o pênis flácido ou ereto ao inflar ou desinflar o implante sempre que desejar. 

Ela funciona com o auxílio de uma bomba de soro fisiológico. Para desinflar, basta acionar a válvula de despressurização para que o soro retorne ao reservatório. 

Essa prótese pode ter dois ou três volumes. No primeiro caso, os volumes consistem em um par de cilindros e um reservatório, que é implantado no escroto. Já no segundo caso, temos o par de cilindros, o reservatório, que fica na parte inferior do abdômen, e a bombinha de pressurização, no escroto.

A prótese inflável, entretanto, apresenta alguns poréns. Ela pode vazar e parar de funcionar de repente, fazendo com que o paciente tenha que se submeter a uma nova cirurgia. 

Além disso, este implante vem do exterior e tem um alto custo. Ele não é coberto pelo SUS e, geralmente, nem pelos planos de saúde - razão pela qual provavelmente o Exército precisou realizar a compra do item.

Quanto custa uma prótese peniana?

É muito difícil dizer com precisão quanto custa um implante, uma vez que existem muitos fatores para se levar em consideração no pré-operatório, em especial quando o paciente vai passar pela reconstrução peniana.

Podemos dizer que no dia da publicação deste blog - 14.04.22 - os modelos de prótese peniana maleável podem variar de 3 a 10 mil reais. Em caso de prótese peniana inflável, os preços partem dos R$ 50 mil e podem chegar até R$ 70 mil reais.  

Vale lembrar que este valor não inclui despesas como equipe médica, anestesia, diária hospitalar, entre outras. 

Estética da prótese peniana

A preocupação de quase todo homem é com o pós-operatório. Como o pênis vai ficar? Como serão as relações sexuais? Vou sentir prazer?

Os resultados do implante de prótese peniana tendem a ser muito satisfatórios, independente do modelo escolhido. 

A aparência do pênis praticamente não muda. Se o homem tiver uma boa capacidade de cicatrização, ele ficará apenas com uma cicatriz discreta ou até mesmo sem nenhuma marca. A cirurgia raramente deixa cicatrizes grosseiras.

No que diz respeito à relações sexuais, o paciente será capaz de atingir uma boa rigidez axial e, inclusive, manter a firmeza mesmo após o orgasmo. Porém, a experiência só será prazerosa se o homem erotizar - um processo que passa pelo cérebro. 

A história do Exército e prótese peniana pode levantar um alerta para a saúde sexual dos homens. Fique de olho se:

  • Você tem dificuldade para atingir e manter a ereção 
  • Se o pênis dobra ou escapa durante a penetração
  • Se você deixou de ter ereções noturnas involuntárias
  • Se está triste, deprimido ou frustrado com seu desempenho sexual

Ao notar algum desses sintomas, entre em contato conosco. Vamos te orientar e te ajudar a tratar a disfunção erétil.ENVIAR UM WHATSAPP

A estratégia cirúrgica publicada pelo Dr. Paulo Egydio, conhecida como Egydio’s Technique, faz parte das diretrizes da Associação Americana de Urologia (AUA), Associação Canadense de Urologia (CUA)Associação Européia de Urologia (EAU).

LEIA MAIS

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido na clínica pelo Dr. Paulo, confira:

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Dedicado no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482, RQE 19514. - Vencedor do Debate do Sobrevivente da AUA em 2019.

INSCREVA-SE NO BLOG