Injeção Peniana: Tratamento sem cirurgia para disfunção erétil

POR Dr. Paulo Egydio

Injeção Intracavernosa - Blog.001

A disfunção erétil é a incapacidade masculina de ter ou manter uma ereção satisfatória o suficiente para o ato sexual. Para tratar ou reverter a disfunção existem tratamentos, medicamentosos e cirúrgicos, que visam ajudar o paciente a manter a rotina da vida sexual.
Entre os métodos não cirúrgicos desenvolvidos para solucionar a disfunção erétil está a injeção intracavernosa.

Trata-se da aplicação da medicação para ereção dentro dos corpos cavernosos. É composta por prostaglandina, fentolamina, papaverina e/ou atropina. Também pode haver a junção entre dois, três ou quatro medicamentos, resultando em composições bimix, trimix e quadrimix.

É importante ressaltar que, caso a medicação contenha prostaglandina, é necessário conservá-la na geladeira para mantê-la adequada ao uso.

A injeção intracavernosa é indicada para pacientes que, anteriormente, fizeram o uso de medicamentos orais para solucionar a disfunção mas não obtiveram os resultados esperados.

Como aplicar a Injeção Intracavernosa: 

* O paciente que fizer o tratamento através do injetável intracavernoso, deve seguir as orientações de uso dadas pelo urologista que lhe prescrever medicamento.

A injeção precisa ser aplicada de 05 à 20 minutos antes do ato sexual para que, na hora “H” seu efeito seja satisfatório para ambos.

É indicado que o paciente injete o medicamento na lateral da base do pênis, evitando o encontro com veias, bem como a parte superior onde passam nervos e vasos, e a parte inferior onde está localizada a uretra.

como-aplicar-a-injecao-intracavernosa

Após a aplicação total da injeção, o paciente deve pressionar o local em que foi feita a aplicação de 30 segundos à 01 minuto. 

massager-apos--a-injecao-intracavernosaÉ preciso ter cuidado com a frequência de uso da injeção, o correto é que o paciente se medique com um intervalo de 48 horas, utilizando-a no máximo 03 vezes por semana.

Para evitar problemas como o desenvolvimento de fibroses no corpo do pênis, indica-se, também, que o paciente intercale os lados da aplicação do medicamento. Ou seja, um dia aplica no lado direito e na próxima aplicação dentro de 48h, no lado esquerdo.

Se o casal tiver uma vida sexual muito ativa e as relações forem frequentes, o tratamento intracavernoso pode não corresponder às expectativas.

Como comprar a Injeção intracavernosa

O uso da injeção intracavernosa como solução para a disfunção erétil deve ser prescrita por um urologista após exames que comprovem sua necessidade.  A prostaglandina pode ser adquirida em farmácias comuns. Já a fentolamina, papaverina e atropina, ou os mixes citados anteriormente, só podem ser adquiridos em farmácias de manipulação e necessitam de receita.

Quais as complicações do uso da Injeção Intracavernosa? 

Estudos mostram que 70% dos pacientes que utilizam a injeção peniana como um método de solucionar a disfunção erétil deixam de utilizá-la por não ser prático. Isso porque os mixes que contém prostaglandina precisam ser armazenados na geladeira, o que faz com que os cuidados com o medicamento exijam mais atenção do paciente. 

Além disso, as múltiplas pulsões feitas no pênis para injetar o medicamento podem resultar em, além de priapismo, fibroses que causam a diminuição do tamanho, afinamento e/ou tortuosidade.

Existem situações em que a dose anteriormente prescrita pelo médico para de surtir o efeito esperado. Neste caso, o paciente deve retornar ao médico para que ele reveja a dosagem e, se achar propício, a aumente. 

O aumento inconsequente da dosagem indicada, realizada pelo paciente sem que o urologista seja consultado, pode causar uma ereção prolongada indesejada, conhecida como priapismo

O priapismo é uma ereção que, ao contrário da ereção por estímulo sexual, causa dores e pode durar mais de 03 horas. Nesse caso, a ereção prolongada é causada pelo baixo fluxo sanguíneo dentro dos corpos cavernosos, o que pode desencadear em uma falta de oxigênio dentro da túnica e  possíveis deformidades penianas severas. 

Para reverter o priapismo causado pelo excesso de medicamento são necessárias pulsões para que o sangue estocado seja retirado. Caso esse procedimento não seja realizado, as células podem morrer por falta de oxigenação e possivelmente, suceder em uma impotência sexual.

O que fazer se o aumento da dose não solucionar o problema

Se o aumento da dose não solucionar a disfunção significa que este não é o tratamento ideal para o caso, então é necessário considerar outros métodos. 

A prótese peniana é o tratamento que tem como objetivo, solucionar definitivamente a disfunção erétil, tornando desnecessária a utilização de medicamentos. 

A prótese peniana tem como objetivo dar rigidez ao pênis para que o paciente obtenha a rigidez desejada para o ato sexual. Mas, antes de colocar a prótese é extremamente importante reconstruir o pênis. 

A reconstrução peniana é um procedimento que antecede a colocação da prótese pois ela tem como objetivo recuperar o tamanho, calibre e corrigir a curvatura do pênis. 

Caso a prótese seja colocada sem que a reconstrução seja feita, o paciente pode perder o tamanho do pênis, seu calibre e não ter a rigidez necessária para manter uma ereção saudável. 

É essencial que o urologista que vá tratar a disfunção erétil tenha uma conversa sincera com o paciente, expondo a ele todos os tratamentos possíveis para a recuperação da saúde peniana. 

Abaixo você encontra um vídeo onde falo sobre a injeção peniana e quais os prós e contras desse tratamento. 

injecao-peniana-video-youtube

Caso você tenha alguma dúvida sobre os tratamentos para a Disfunção Erétil e queira conversar sobre o assunto, entre em contato conosco. 

ENTRAR EM CONTATO

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.

INSCREVA-SE NO BLOG