Cirurgia Pênis Torto: Como funciona o pré e pós operatório?

em 20/ago/2018 19:57:00

cirurgia-penis-torto-antes-durante-depois

Muitos homens que têm o pênis torto ficam em dúvida se isso pode acarretar algum problema para a sua vida sexual. Como há diferentes casos que influenciam na anatomia peniana, esta é uma resposta que só pode ser esclarecida após uma avaliação médica. Mas também há meios de observar o seu amigão e tirar algumas conclusões.

Para começar há casos de Curvatura Peniana Congênita, quando o homem já nasce com uma certa tortuosidade. Se isso não atrapalha as relações sexuais ou não provoca nenhum tipo de problema psicológico devido ao formato do pênis, não há nada de errado. O importante é acompanhar para verificar se a tortuosidade é estável.

Por outro lado, quando o pênis torto vira sinônimo de incômodos na hora do sexo ou traz algum tipo de vergonha, é sinal de que você precisa de um diagnóstico mais preciso para orientá-lo sobre o tratamento. Como não há meios clínicos para corrigir o pênis torto desde jovem, é necessário um procedimento cirúrgico para endireitá-lo. Não há motivos para se assustar se você for uma pessoa que tem receio de processos desse tipo. A cirurgia é segura e tem rápida recuperação.

Corrigir esta situação é importante para prevenir outras implicações decorrente do pênis torto, como a Doença de Peyronie, quando há uma piora da curvatura com o tempo.

Esse post é para quem identificou que precisa passar por essa cirurgia e tem dúvidas sobre como ela funciona, como se preparar e como é o período de recuperação. Afinal, quanto tempo leva para retomar a atividade sexual? Continue lendo e você saberá todos esses detalhes.

 

O que você deve saber antes da cirurgia para desentortar o pênis

O primeiro passo do planejamento cirúrgico que irá corrigir o pênis torto é avaliar a situação a partir de um exame com ereção induzida. Esse processo permite ao médico avaliar o grau da curvatura, a qualidade da ereção e firmeza do pênis. Isso porque muitas vezes a ereção é boa, porém o pênis é um pouco mais fino na base, o que aumenta as chances de dobrar durante a penetração e causar traumas.

A curvatura acontece devido a diferença de elasticidade dos tecidos penianos e ela pode ser para os lados, para cima ou para baixo. Este último caso é um dos mais comuns em casos de Curvatura Congênita e o que mais atrapalha as relações sexuais. A sua anatomia desfavorável provoca dificuldades de penetração e ainda apresenta o perigo de o pênis escapar e sofrer algum impacto mais sério, podendo evoluir para a Doença de Peyronie e trazer consequências indesejáveis como a disfunção erétil. Por isso é importante estar atento.

Falando em disfunção erétil, esta não é uma condição recorrente em casos de Curvatura Congênita. Diferente da Doença de Peyronie, quando pode haver um problema de ereção associado à curvatura peniana, a maioria dos homens que possuem o pênis torto desde jovem não precisam aliar o tratamento à colocação de um implante.

Se você estiver com alguma dificuldade de ereção, veja quando a prótese peniana é necessária.

Tão importante quanto o planejamento técnico antes da cirurgia é entender seu aspecto funcional, estético e também psicológico. O tratamento adequado ajudará o homem a manter uma vida sexual saudável e sem preocupações com possíveis desconfortos ou traumas penianos, além de recuperar o seu calibre e tamanho até o limite possível dos nervos e da uretra. Isso reflete diretamente na melhora da sua autoestima e confiança.

O procedimento não exige grandes preparações. Assim como toda cirurgia, será necessário a realização de exames de sangue para evitar qualquer contratempo. Além disso, é pedido um jejum de oito horas, tanto de alimentos sólidos quanto líquidos, antes do início da cirurgia. Você também será orientado sobre a higienização da região pubiana com sabonete antibactericida, que deve ser feita durante dois dias antes da cirurgia.

Com o planejamento feito e os cuidados prévios tomados, é hora de marcar a cirurgia para desentortar o pênis. Um dia antes da cirurgia, basta ter uma boa noite de sono pois tudo estará sob controle.

 

O que acontece no dia da cirurgia para corrigir o pênis torto

A cirurgia para alinhar o pênis não é demorada, dura entre 2 e 3 horas. Além disso, ela é feita apenas com sedação e anestesia local, o que não exige pernoite hospitalar. Geralmente o paciente dá entrada no hospital logo pela manhã e, ao máximo, no começo da tarde já estará liberado para ir pra casa.

A raspagem dos pelos pubianos é feita no centro cirúrgico, pelo médico e sua equipe. Portanto, não precisa se preocupar com isso, já que eles terão o maior cuidado para que não haja nenhum risco de infecção.

O mais indicado é fazer a cirurgia com a reconstrução peniana, ou seja, utilizando a Técnica Egydio para a expansão dos tecidos do pênis. Este procedimento consiste no aumento do lado curto do pênis, sem o uso de tecido adicional (ou enxerto cirúrgico). Já que não houve perda do tamanho prévia, como acontece em casos de Doença de Peyronie, o homem ainda ganha alguns centímetros no comprimento do membro. As técnicas tradicionais, ainda usadas por alguns médicos, retificam o pênis com a plicatura e a consequente diminuição do seu comprimento. Vale a pena conversar com o seu médico sobre as possibilidades existentes e esclarecer os prós e contras de cada uma delas.

Caso o pênis não fique totalmente reto apenas com o uso da Técnica Egydio, que mede os tecidos e aplica a correção aumentando o lado menor do pênis, é possível ainda aplicar a Técnica Stage no mesmo procedimento. Trata-se de um refinamento ao final da cirurgia que endireita ainda mais o pênis por meio de micro plicaturas no lado longo, sem que haja perda de tamanho.

 

 

A recuperação depois da cirurgia

Após realizar a cirurgia para desentortar o pênis, basta seguir atentamente as orientações do pós operatório. Garanto que não é um processo complicado.

O retorno ao médico acontece no mesmo dia da cirurgia, no período da tarde. Nesta consulta o sucesso da cirurgia será avaliado e o paciente receberá as últimas orientações para que a cicatrização aconteça da melhor forma possível.

O seu pênis ficará com um curativo enfaixado e não será necessário retirá-lo pelos primeiros cinco dias. Após esse período, a faixa deve ser trocada diariamente, por mais cinco dias. Devido a simplicidade da troca, não é necessário que o paciente retorne ao médico para a sua realização. É possível fazê-la sozinho, em poucos minutos.

A fisioterapia peniana pode ser recomendada para guiar uma cicatrização retilínea e manter o tamanho e calibre peniano que foram recuperados. Ela consiste em exercícios simples, realizados pelo próprio paciente e que fazem toda a diferença ao final do tratamento.

Além disso, o uso de medicamentos para inibir a ereção nos primeiros dias depois da cirurgia é indicado para evitar hematomas, preservar os pontos cirúrgicos e tornar o processo recuperação eficiente. É importante saber disso e discutir estes detalhes com o médico que está assistindo o seu caso.

Por fim, existem três etapas para o paciente voltar a sua vida normal: entre 7 e 10 dias é possível retornar ao trabalho, caso não exija esforço físico; a partir de 30 dias já se pode retomar as atividades físicas e de 45 a 60 dias para retomar a vida sexual.

O processo de recuperação fica ainda mais simplificado pois os pontos dados no pênis são absorvíveis, evitando que o paciente tenha qualquer desconforto no futuro ou durante a relação sexual. Em cerca de dois meses, todos eles já terão caído naturalmente.

 

Você nunca estará desacompanhado

Aos meus pacientes, ofereço um serviço de acompanhamento durante os 60 dias de cuidados necessários no pós-cirúrgico. Seja por WhatsApp ou via o suporte de uma equipe especializada, você estará sempre amparado e poderá tirar dúvidas à distância, enviando fotos e vídeos que ilustram a recuperação da cirurgia. Também ficamos à disposição para recebê-lo presencialmente durante este processo.

E agora, o que acha de agendar uma consulta? Ela é o primeiro passo para tratarmos o problema de pênis torto que está impedindo-o de manter uma vida sexual saudável e feliz.

Aguardo o seu contato para conversarmos e iniciarmos o tratamento.

AGENDAR CONSULTA

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.





Inscreva-se no blog