Como saber se tenho Peyronie? Conheça os estágios da doença

em 27/jun/2017 18:37:02

COMO SEI QUE TENHO PEYRONIE E QUAL ESTÁGIO ME ENCONTRO

A Doença de Peyronie é uma curvatura peniana adquirida em determinada fase da vida do homem, geralmente após os 40 anos.  Na maioria das vezes ela é causada por traumas ou microtraumas que ocorrem durante o ato sexual, mas também pode ser uma consequência de outras condições médicas, como o câncer de próstataimpotência, doenças cardiovasculares, priapismo e até mesmo a diabetes.

Homens que nascem com a Curvatura Peniana desde jovem também devem tomar um cuidado extra e buscar orientação sobre os métodos de prevenção. Dessa forma, diminuirá os riscos dessa condição evoluir para a Curvatura Adquirida. 

 

COMO SABER SE TENHO A DOENÇA DE PEYRONIE?

O primeiro passo para identificar a Doença de Peyronie é conhecer os sintomas e fazer uma avaliação prévia. Mais importante ainda é consultar periodicamente um urologista para garantir que as suas taxas hormonais estão em dia e receber orientação profissional sobre como proceder em cada situação.

Vale ressaltar que a Curvatura Peniana Adquirida tem tratamento. O método aplicado vai depender do estágio em que a doença se encontra e da avaliação de um médico especialista no assunto. Quanto antes ela for detectada, maiores são as chances de não agravar o problema e controlar a situação, com ou sem a necessidade de cirurgia. Conheça agora quais são as fases da Doença de Peyronie e as suas características.

 

FASES DA DOENÇA DE PEYRONIE

A evolução da Doença de Peyronie acontece em um tempo médio de 6 meses. Ao longo deste período ela deve ser constantemente observada para aplicar o tratamento adequado ao estágio em que se encontra. Saiba identificar quais são esses momentos e o que fazer em cada um deles:

 

Fase 1: Inflamatória

A fase inflamatória é caracterizada pela curvatura peniana progressiva, que pode estar associada à dor durante as ereções ou no ato sexual. O aparecimento de placas ou nódulos abaixo da pele do pênis, sejam elas palpáveis ou não, também é um sintoma comum nesse momento.

Apesar das dores e desconfortos causados, a doença ainda não está em um estágio avançado e pode ser tratada com anti-inflamatórios e analgésicos. Essas medicações ajudam a estabilizar a patologia, o que leva o paciente para o segundo estágio da doença, o de cicatrização. O grau da curvatura adquirida após esta fase vai ajudar o médico a definir se ela é aceitável ou se será necessário a realização de uma cirurgia para a correção.

O tratamento clínico com medicamentos, junto com as orientações gerais do especialista e o acompanhamento do caso, pode impedir o agravamento da doença. O diagnóstico precoce é importante para que o tratamento seja iniciado ainda nesta fase e aumentar as chances de melhora. 

Acesse o [eBook] da Doença de Peyronie e conheça o tratamento com a Técnica Egydio.

 

Fase 2: Fibrose ou cicatrização

Na fase fibrose, também conhecida como cicatrização, a placa já está presente e a deformidade peniana está definida e estável. Por esta razão os tratamentos clínicos com medicamentos não são mais eficientes ou necessários.

Na maioria das vezes o tecido da cicatriz encontra-se na região distal do pênis, causando a curvatura para cima, para baixo ou para os lados. Se a curvatura estabilizada for superior a 30 graus ou atrapalhar as relações sexuais, a realização da cirurgia é recomendada para reverter o caso.

Conheça mais sobre as opções de tratamentos clínicos e técnicas cirúrgicas disponíveis no post sobre como desentortar o pênis.

 

A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO

Independente da fase de vida em que você se encontra, tratar problemas de curvatura peniana é importante para evitar problemas físicos e psicológicos envolvendo o sexo.

Seja por desinformação, medo ou vergonha, muitos homens não procuram um profissional especializado para tratamento e acabam comprometendo os seus relacionamentos. E sabemos que uma vida sexual saudável e feliz traz muitos benefícios para o homem e a sua qualidade de vida.

Por isso, o conselho que te dou, de homem para homem, é que não desista deste importante aspecto da sua vida e consulte um urologista periodicamente para reconhecer e prevenir doenças.

Você pode dar o primeiro passo agora mesmo, entre em contato comigo pelo botão abaixo e receba uma pré-análise do seu caso. 

RECEBER PRÉ-ANÁLISE

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.





Inscreva-se no blog