Como desentortar o pênis - Peyronie ou Curvatura Congênita?

como-desentortar-o-penis

Se você não faz a menor ideia da resposta, não se preocupe. Tenho notado que esta é uma dúvida comum entre os meus pacientes. 

Você já deve imaginar que a anatomia peniana pode variar muito de homem para homem. Como o assunto não é muito comum em rodas de conversa, é normal ter dúvidas sobre o que caracteriza um pênis torto e quais as suas implicações. Se este é o seu caso, você está no lugar certo. Aqui falaremos abertamente sobre como desentortar o pênis, seja por problema de Curvatura Congênita ou Doença de Peyronie. Sem tabus, a finalidade é te ajudar. Vamos lá?


A RELAÇÃO ENTRE O PÊNIS TORTO E TRAUMAS PENIANOS

É possível que muitos homens com problemas de curvatura peniana já tenham sofrido algum trauma lá embaixo devido ao pênis torto. Vale lembrar que uma pequena tortuosidade, que não causa impactos na relação sexual ou na autoestima, é comum em muitos casos. Mas quando o problema atrapalha a penetração, permitindo que o pênis escape com facilidade durante os movimentos ou dobre durante as relações sexuais, é fundamental procurar ajuda médica. Além de comprometer o seu desenvolvimento sexual, isso também pode acarretar questões psicológicas e sociais.

Se você já identificou algum sintoma, não se preocupe. Vamos mostrar neste post técnicas de como desentortar o pênis. Mas antes, é preciso conhecer os tipos de curvatura peniana.

 

TIPOS DE CURVATURA PENIANA

Existem duas situações responsáveis pelo pênis curvo: a Doença de Peyronie, também conhecida como Curvatura Adquirida, e a Curvatura do Jovem ou Congênita.

Para entendê-las melhor é fundamental ter em mente que a deformidade só pode ser percebida apenas durante a ereção, quando os tecidos estão esticados. A diferença na elasticidade destes tecidos é que vão entortar o pênis, tanto para os lados quanto para baixo ou para cima (formando um L em direção do umbigo). Aí vai depender de cada caso. Uma ereção plenamente reta acontece quando os tecidos do pênis têm a mesma elasticidade.

Quer saber por que o pênis curva? Clique aqui para entender.

 

Doença de Peyronie ou Curvatura Adquirida

É geralmente observada em homens com idade acima de 40 anos. Diagnosticada e descrita pela primeira vez em 1743, por François Gigot de La Peyronie, ela ocorre pela formação de cicatrizes no tecido que reveste o corpo cavernoso do pênis, uma estrutura conhecida como túnica albugínea. Conheça os principais sintomas da Doença de Peyronie ou Curvatura Adquirida.

 

Curvatura do Jovem ou Congênita

De origem genética, alguns jovens já nascem com essa curvatura, porém só notam durante a puberdade, com o desenvolvimento peniano e início das relações sexuais. É importante diagnosticá-la precocemente para evitar complicações.

A boa notícia é que existem tratamentos tanto para a Doença de Peyronie quanto para a Curvatura Congênita, podendo ser cirúrgicos ou clínicos, a depender de cada caso. Saiba mais sobre eles e conheça os métodos mais eficazes nos próximos tópicos.

TRATAMENTOS CLÍNICOS PARA PÊNIS TORTO

As formas de tratamento não invasivas, como a Litotripsia, a Bomba de Sucção Peniana e o tratamento medicamentoso, são possíveis apenas para quem tem a Doença de Peyronie. Estas opções, no entanto, não trazem resultados tão eficientes quanto os métodos cirúrgicos e a sua aplicação vai depender do estágio em que a curvatura peniana se encontra.

Em casos de Curvatura Congênita não existe a possibilidade de tratar com medicamentos, pois, conforme dito acima, o jovem já nasce com a tortuosidade.

Litotripsia

É um tratamento feito por ondas de choque, porém, é inconclusivo e sem uma considerável melhora nos estudos. Recebo muitos pacientes insatisfeitos com a Litotripsia por não ter melhorado a curvatura no pênis.
 

Bomba de Sucção Peniana

É formada por um tubo onde você introduz o pênis através de um anel na sua base. Esse tubo está ligado a uma bomba manual ou elétrica, utilizada para criar um vácuo dentro dele. A Bomba de Sucção Peniana pode gerar algumas complicações, pois é gerada uma força considerável durante o processo de estiramento. Isso pode causar outras lesões e fibroses no pênis, trazendo uma nova curvatura ou mesmo piorando a deformidade já existente.

Tratamento medicamentoso

Pode ser eficaz na fase aguda da Doença de Peyronie, quando a curvatura ainda não estabilizou, buscando fazer com que o pênis pare de entortar. O sucesso desse método depende de outros fatores associados, como o início e o tempo de tratamento, por exemplo.

TÉCNICAS CIRÚRGICAS PARA ENDIREITAR O PÊNIS

Em alguns casos de pênis torto é necessário cirurgia para corrigir a tortuosidade. Os métodos mais eficazes são a Técnica Egydio – utilizada desde 1998 e de minha autoria – e a Técnica Stage, publicada em 2012 e complementar ao método Egydio. Outra opção é a Técnica de Nesbit, descrita pela primeira vez em 1965.
 
Saiba mais sobre cada uma delas:
 

Cirurgia com a Técnica de Nesbit

A proposta é reduzir o lado longo do pênis, ou seja, o lado saudável e com maior elasticidade. Apesar de o procedimento endireitar o pênis, ele pode diminuí-lo em uma escala entre 0,5 e 5cm, dependendo da curvatura. A utilização de pontos cirúrgicos com fios não absorvíveis pode gerar desconforto ou dores durante as relações sexuais. Ainda assim, esta é a técnica mais tradicional para desentortar o pênis, praticada pela maioria dos profissionais. Fique atento a todos os efeitos antes de optar por ela.
 
A seguir, trago as opções que recomendo e aplico em meus pacientes:

Cirurgia com a Técnica Egydio

Consiste em alongar o lado curto do pênis, que está comprometido pela doença de Peyronie ou pela Curvatura Congênita, até deixá-lo no mesmo tamanho do lado longo. Reconhecida pela comunidade médica em todo o mundo, trata-se de uma cirurgia baseada em princípios geométricos. Eu a utilizo desde 1998, com grande sucesso e satisfação dos pacientes. A técnica permite que inúmeros jovens e adultos retomem a normalidade no desempenho sexual. Com ela também é possível alongar o pênis, recuperando o maior tamanho e calibre possível, que vai até o limite do tamanho dos nervos, vasos e da uretra. Também conhecida como Egydio's Technique ou Egydio's Procedure, possui patentes nos EUA e na Europa.

Cirurgia com a Técnica Stage

Ao contrário da técnica cirúrgica de Nesbit, aqui são feitas incisões mais superficiais na túnica albugínea para desentortar o pênis. É utilizada apenas em determinados tipos de curvatura congênita, de maneira complementar a Técnica Egydio, para deixar o pênis mais reto e com o máximo tamanho possível. Costumo utilizar este método para um refinamento final, quando há necessidade.

O QUE FAZER PARA DEIXAR O PÊNIS RETO?

Neste post você aprendeu um pouco sobre os tipos de curvatura do pênis e os tratamentos disponíveis.

Se você percebeu que a curvatura do seu pênis é significativa, impossibilita e atrapalha as relações sexuais ou traz algum tipo de vergonha, o primeiro passo é consultar um especialista para uma avaliação e diagnóstico preciso. Essa é a recomendação que eu daria ao meu melhor amigo que deseja cuidar deste problema e deixar o pênis reto!

Durante a consulta a ereção deve ser induzida artificialmente para que o médico estude a curvatura e indique o tratamento mais adequado.
 
AGENDAR CONSULTA
 

Mas se você ainda não identificou que tem a Doença de Peyronie ou o problema de Curvatura Congênita, responda o Formulário da Doença de Peyronie ou o Formulário de Curvatura Congênita para receber uma pré-análise do seu caso. Vamos juntos buscar a solução!

Dr. Paulo Egydio

MD, PhD, Referência Mundial no Tratamento da Doença de Peyronie, Pênis Curvo e Implante de Próteses Penianas. Doutor em Urologia pela USP, CRM 67482.

Inscreva-se no blog